Receita dá sinal verde para novo prazo de adesão ao Refis
14 de agosto de 2012 08:31

Um novo prazo será aberto possivelmente ainda este ano para a adesão de cerca de 255 mil empresas ao Refis da Crise, o programa de parcelamento de tributos atrasados até novembro de 2008 criado pelo governo de Lula.

É que a Receita Federal já deu sinal verde para a aprovação do Projeto de Lei 3.091/2012, do deputado Nelson Marchezan Júnior (PSDB-RS), que reabre por dois meses o prazo para as empresas inscritas no programa consolidarem as informações necessárias sobre as dívidas a serem parceladas. O prazo é de até 15 anos, com desconto de até 90% nas multas e 40% nos juros.

A provável abertura do prazo de adesão ao Refis da Crise foi previsto ontem pelo deputado Júnior Coimbra (PMDB-TO), relator na Comissão de Finanças e Tributação de dois projetos de lei sobre o tema. Ele avisou que vai dar parecer favorável à proposta de Marchezan por já constar na previsão orçamentária de 2013 a renúncia fiscal relativa ao benefício.

O prazo de adesão ao último programa de parcelamento de dívidas com a União foi encerrado em 30 de novembro de 2009, e a fase de consolidação das dívidas foi de abril a agosto de 2011.

Coimbra antecipou que seu parecer será contrário à outra proposta sobre o Refis da Crise, o Projeto de Lei 3.100/2012, do líder da minoria, deputado Antonio Carlos Mendes Thame (PSDB-SP), que estabelece a reabertura do prazo por seis meses mesmo para as pessoas físicas e jurídicas que não se inscreveram no programa.

“Meu parecer não é de mérito”, explicou o parlamentar. “É de acordo com a previsão orçamentária, o que não existe no caso do projeto do deputado Mendes Thame”, justificou.

Em entrevista ao DCI, Thame afirmou que seu projeto não envolve renúncia fiscal. “Essas empresas não estão pagando os tributos porque estão inadimplentes e sem condições de tomar empréstimos e participar de licitações”, disse.

Emendas

Duas emendas, dos senadores João Vicente Claudino (PTB-PI) e Cyro Miranda (PSDB-GO) apresentadas à Medida Provisória 574, do Executivo, propõem que a data de adesão ao Refis da Crise seja estendida para 31 de dezembro de 2012. Se as emendas forem aprovadas e sancionadas pela presidente Dilma Rousseff, as empresas e pessoas físicas poderão pagar, em até 360 meses (30 anos), dívidas tributárias, vencidas até 31 de dezembro de 2011, com descontos nas multas e juros.

A Receita Federal, em princípio, é contrária a este tipo de proposta, que tem sido aprovada rigorosamente a cada três anos, desde 2000, e justamente em período de disputa eleitoral. Mas num cenário de turbulência internacional e de eleições, a proposta patrocinada por dois senadores e um deputado pode ganhar impulso.

viaLegislação – DCI Diário Comércio Indústria & Serviços.

Comentários estão fechados

Comente diretamente no seu Facebook

Outras Notícias

  • Legislação



    Ementário de legislação de 28/07/2014

    LEGISLAÇÃO FEDERAL Medida Provisória nº 652, de 25.7.2014 Cria o Programa de Desenvolvimento da Aviação Regional. Decreto nº 8.289 de 25.7.2014 Promulga o Acordo Básico de Cooperação Técnica entre o Governo da República Federativa do Brasil e a Organização dos Estados Ibero-Americanos para a Educação, Ciência e Cultura, firmado em Brasília, em 21 de setembro de 2011. PORTARIA Nº 33, DE 24 DE JULHO DE 2014 Dispõe sobre prorrogação de prazo no Simples Nacional para contribuintes com sede nos Município […]

    Leia mais →
  • Legislação



    Destaques do Diário Oficial da União de 28/07/2014

    Destaques do Diário Oficial da União ATOS DO PODER EXECUTIVO Governo edita MP criando Programa de Desenvolvimento da Aviação Regional MAPA Portaria fixa os preços mínimos para produtos extrativos MFZ BC decreta liquidação extrajudicial de instituições financeiras MFZ Vencimento do Simples Nacional é prorrogado em Bituruna e União da Vitória no Paraná MMA Plano Anual de Outorga Florestal (PAOF) já está na internet MRE Brasil e Chile firmam tratado a respeito de violações de direitos humanos MS Intercambista do Mais […]

    Leia mais →
  • Tributária



    Cresce peso de tributo sobre faturamento na receita do INSS

    Por Tainara Machado As contribuições sobre o faturamento estão ganhando participação como fonte da arrecadação previdenciária, em detrimento da folha salarial, segundo levantamento dos economistas José Roberto Afonso e Vilma Pinto, do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre-FGV). Essa tendência, que passou a ganhar força com a instituição do Simples, se acentuou nos últimos meses com a desoneração da folha de pagamentos, que alterou a base da contribuição previdenciária de 56 setores, que passou de 20% sobre […]

    Leia mais →
  • Tributária



    Novo Simples só vale para empresa com folha de salários alta

    FILIPE OLIVEIRA Apenas empresas com uma folha de pagamento alta em relação a seu faturamento devem se beneficiar com a inclusão de novas categorias no Simples (regime de tributação simplificado para micro e pequenas empresas). A medida, que permite que 140 novas categorias entrem nesse sistema, foi aprovada pelo Senado no dia 16 e aguarda sanção presidencial. Pela lei aprovada, companhias de setores como medicina, engenharia e arquitetura que faturam até R$ 3,6 milhões poderão entrar no Simples. Mas isso […]

    Leia mais →
  • Trab. Previdência



    ESocial vai pôr fim às obrigações acessórias, como Sefip, Caged, Rais, holerite e parte do Dirf

    A revolução digital que se avizinha possibilitará transformar a Carteira de Trabalho em um cartão semelhante aos utilizados pelos clientes de bancos O Sebrae-SP – Escritório Regional do Grande ABC, em parceria com o Sescon-SP (Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas no Estado de São Paulo), realizou na quarta-feira (dia 23) uma apresentação sobre o Impacto do eSocial nas micro e pequenas empresas. O evento foi gratuito e presenciado por 62 […]

    Leia mais →
  • Tributária



    Governo reabre parcelamento para instituições de ensino federal

    Por Laura Ignacio A Receita Federal e a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) reabriram o prazo para que as mantenedoras de instituições integrantes do sistema de ensino federal possam aderir à moratória e parcelamento de dívidas de tributos federais. Uma nova norma altera a Portaria Conjunta nº 6, de 2012, que naquele ano regulamentou a Lei nº 12.688 – que instituiu o Programa de Estímulo à Reestruturação e ao Fortalecimento das Instituições de Ensino Superior (Proies). A medida está prevista […]

    Leia mais →
  • Tributária



    Brasil proporá tarifa zero entre países do Mercosul, Colômbia, Chile e Peru

    O Brasil vai propor, terça-feira (29), em Caracas, na reunião dos presidentes dos cinco países-membros do Mercado Comum do Sul (Mercosul), a redução a zero das tarifas de importação de produtos entre o bloco e a Colômbia, o Peru e o Chile. Apesar de não pertencerem ao bloco, os três países mantêm acordos de redução de tarifas com os membros do Mercosul. De acordo com o vice-secretário-geral da América do Sul, Central e do Caribe do Ministério das Relações Exteriores, […]

    Leia mais →
  • Adm. Tributária



    Receita Federal institui novos códigos de receita para preenchimento do Darf

    Em razão do disposto no art. 2º da Lei nº 12.996/2014, no qual foram reabertos, até o último dia útil do mês de agosto/2014, o prazo previsto no § 12 do art. 1º e no art. 7º da Lei nº 11.941/2009, bem como o prazo previsto no § 18 do art. 65 da Lei nº 12.249/2010, foi publicada a norma em referência, que instituiu novos códigos de receita, a serem utilizados no preenchimento do campo 04 de Documento de Arrecadação […]

    Leia mais →
  • Adm. Tributária



    Disciplinada a reabertura do prazo para requerimento da moratória e do parcelamento do Proies

    Dentre outras disposições, foi alterada a Portaria Conjunta PGFN/RFB nº 6/2012, que dispõe sobre moratória e parcelamento de dívidas tributárias pelas instituições integrantes do sistema de ensino federal previstos no Programa de Estímulo à Reestruturação e ao Fortalecimento das Instituições de Ensino Superior (Proies) de que trata a Lei nº 12.688/2012, em face da reabertura do prazo para o requerimento autorizado pela Lei nº 12.989/2014. (Portaria Conjunta PGFN/RFB nº 12/2014 – DOU 1 de 25.07.2014) via:: NETIOB ::.

    Leia mais →
  • Corporativa



    IASB conclui a reforma da norma que trata de instrumentos financeiros

    A nova norma entrará em vigor em 1º de janeiro de 2018, com aplicação antecipada permitida O International Accounting Standards Board (IASB), responsável pela emissão das  International Financial Reporting Standards (IFRS) concluiu nesta quinta-feira, 25, a emissão da IFRS 9 – Instrumentos Financeiros. O pacote de melhorias introduzidas pelo IFRS 9 inclui um modelo lógico para a classificação e mensuração e troca do modelo de perda incorrida para o de perda esperada. A nova norma entrará em vigor em 1º […]

    Leia mais →