Camex aprova novos Ex-tarifários para máquinas e equipamentos sem produção nacional
13 de junho de 2012 23:26

Com o objetivo de incentivar a competitividade nas indústrias brasileiras, o Comitê Executivo de Gestão (Gecex) da Câmara de Comércio Exterior (Camex) aprovou novas concessões e renovações de Ex-tarifários para bens de capital (máquinas e equipamentos industriais) e bens de informática e telecomunicação. As concessões integram a Resolução Camex n° 36 e a Resolução Camex n° 37, publicadas hoje no Diário Oficial da União (DOU).

Os investimentos globais e os investimentos relativos às importações dos equipamentos, vinculados aos  Ex-tarifários publicados hoje são, respectivamente,  de US$ 2,2 bilhões e US$ 641,1 milhões.

Os principais setores contemplados pelas duas Resoluções Camex, em relação ao valor das importações, foram os de autopeças (14,79%), de madeira e móveis (9,83%), bens de capital (9,18%), naval (8,22%) e siderúrgico (6,69%). Segundo as informações fornecidas pelas empresas, os equipamentos sem produção nacional que terão redução do Imposto de Importação para 2% até 31 de dezembro de 2013 serão comprados, principalmente, da Alemanha (23,7%); dos Estados Unidos (14,5%); da Itália (13,9%); da França (11,4%) e da Finlândia (10,8%).

Entre os projetos beneficiados estão investimentos na extração de pentóxido de vanádio (produto químico utilizado como catalisador, absorvente de raios ultravioleta em vidro e em produtos farmacêuticos); investimentos em serviços de aprimoramento do controle de qualidade dos pneumáticos de veículos de passageiros, caminhões e ônibus; e a implementação de uma nova linha de produção de motores, entre outros.

O que são Ex-tarifários

O regime de Ex-tarifário é um mecanismo de estímulo aos investimentos produtivos no país através da redução temporária do Imposto de Importação de bens de capital, informática e telecomunicação que não são produzidos no Brasil. O objetivo é aumentar a inovação tecnológica por parte de empresas de diferentes segmentos da economia; produzir efeito multiplicador de emprego e renda; ter papel especial no esforço de adequação e melhoria da infraestrutura nacional; estimular os investimentos para o abastecimento do mercado interno de bens de consumo; e contribuir para o aumento da competitividade de bens destinados ao mercado externo, entre outros benefícios.

Cabe ao Comitê de Análise de Ex-tarifários (CAEx),  a verificação da inexistência de produção nacional, bem como a análise de mérito dos pedidos da indústria em vista dos objetivos pretendidos e dos investimentos envolvidos.

viaO Ministério » Notícias: Camex aprova novos Ex-tarifários para máquinas e equipamentos sem produção nacional – Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Comentários estão fechados

Comente diretamente no seu Facebook

Outras Notícias

  • Legislação



    Destaques do Diário Oficial da União de 11/07/2014

    Destaques do Diário Oficial da União MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL Previdência antecipa pagamentos de benefícios de moradores de Barra do Guarita e Iraí no RS MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL Três municípios atingidos pelas chuvas vão receber recursos para ações de defesa civil MMA ANA prorroga prazo da outorga do direito de uso de recursos hídricos do Sistema Cantareira MDA Bônus Pronaf vão garantir preços de 23 produtos da cesta de julho MFZ BC aprova ajuste nos preços mínimos da agricultura […]

    Leia mais →
  • Capa Tributária



    Governo facilita adesão ao Refis e espera arrecadar 15 bilhões de reais

    O governo tornou mais fácil a adesão das empresas ao Refis, programa permite o parcelamento de dívidas com a Receita Federal e o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).  As firmas com débitos de até R$ 1 milhão, que deveriam dar 10% de entrada para parcelar o restante da fatura, terão, agora, de recolher a metade: 5%, em até cinco parcelas mensais. “Com isso, as empresas de menor porte poderão se beneficiar da medida”, disse o secretário da Receita Federal, […]

    Leia mais →
  • Adm. Tributária



    MT altera a lista de preços mínimos para produtos alimentícios industrializados

    A partir de 14.07.2014 ficará alterada a lista de preços mínimos para produtos alimentícios industrializados, divulgada pela Portaria Sefaz nº 78/2014, relativos a creme de leite especial e outros tipos, conforme os itens constantes do anexo ao ato em fundamento, para efeito de base de cálculo do ICMS. (Portaria Sefaz nº 159/2014 – DOE MT de 09.07.2014) via:: NETIOB ::.

    Leia mais →
  • Tributária



    Prefeitura e Ministério Público assinam acordo para “perseguir” sonegadores

    André Clemente – Diario de Pernambuco A Prefeitura da Cidade do Recife e o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) assinaram nesta quinta-feira (10) um convênio para apuração e recuperação de impostos sonegados, com punição ao crime contra a ordem tributária. O foco será o Imposto Sobre Serviço (ISS), pago por empresas e prestadores de serviço e a principal fonte de receita tributável do Recife. A capital pernambucana é a primeira do estado a firmar o convênio, que já ocorre há […]

    Leia mais →
  • Tributária



    Confaz amplia programas de parcelamento de quatro Estados

    Por Laura Ignacio O Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) editou quatro convênios para criar ou ampliar programas de parcelamento de débitos do ICMS dos Estados de Sergipe, Pará, Rondônia e Maranhão. Os convênios 63, 64, 66 e 67 foram publicados no Diário Oficial da União de ontem. O convênio 63 autoriza o Estado de Sergipe a dispensar ou reduzir juros e multas mediante parcelamento de débitos fiscais relacionados com ao ICMS. O programa de parcelamento alcança fatos geradores ocorridos […]

    Leia mais →
  • Artigos



    Aspectos polêmicos do Regime do Simples Nacional para os escritórios de advocacia

      Em breve será aberta a possibilidade dos escritórios de advocacia que possuam faturamento anual de até R$ 3,6 milhões (três milhões e seiscentos mil) optarem pela tributação pelo Simples Nacional, também conhecido como Supersimples, por meio de projeto de lei que está para ser aprovado em breve. Tal medida foi bastante festejada, pois pode significar um alívio nas contas para os escritórios de advocacia, principalmente os de menor porte, que são os que mais sofrem com a alta tributação. […]

    Leia mais →
  • Tributária



    União não cobrará na Justiça dívida menor que R$ 20 mil com FGTS

    O governo não vai mais ingressar ações judiciais para cobrar dívidas com o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) inferiores a R$ 20 mil. A Medida Provisória 651, publicada nesta quinta-feira (10/7), prevê ainda que as cobranças continuarão de forma administraiva, como a emissão de certidão negativa de débitos. Segundo o secretário-executivo-adjunto do Ministério da Fazenda, Dyogo Oliveira, também foi decido que as dívidas abaixo de R$ 1 mil não serão inscritas em dívida ativa e os valores abaixo de […]

    Leia mais →
  • Tributária



    DEN inicia distribuição de estudo sobre Sistema Tributário

    Cristina Fausta Publicado em 10 Julho 2014 Grupo de Trabalho Parlamentar e o deputado Osmar Terra (PMDB/RS) Na tarde de quarta-feira (9/7), a DEN (diretoria Executiva Nacional) começou a distribuir o estudo “Sistema Tributário e Seguridade Social – Contribuições para o Brasil”, aos 513 deputados e 81 senadores. A entrega do material no Congresso Nacional está sendo coordenada pelo diretor-adjunto de Assuntos Parlamentares, Castelo Bessa. Em breve, a revista será disponibilizada no site do Sindicato. O grupo de trabalho parlamentar […]

    Leia mais →
  • Trab. Previdência



    Esposa consegue anular penhora de imóvel do marido em execução trabalhista

    A Oitava Turma do Tribunal Superior do Trabalho liberou da penhora um apartamento já arrematado em execução trabalhista. A Turma acolheu recurso interposto pela esposa do ex-sócio da empresa devedora. Embora ela não tivesse direito à metade do bem, o imóvel era o único bem da família e, segundo os ministros, a manutenção da penhora contrariaria o direito à moradia, protegido pela Constituição Federal, e a Lei 8.009/90, que garante a impenhorabilidade. O imóvel, situado em Belo Horizonte (MG), é […]

    Leia mais →
  • Trab. Previdência



    12ª Turma: o município nas relações trabalhistas equipara-se ao particular

    A 12ª Turma do TRT da 2ª Região (SP) manteve decisão de primeiro grau que havia declarado a revelia e aplicou a pena de confissão ficta ao Município de São Caetano do Sul. O município foi regularmente intimado a comparecer à audiência de instrução e prosseguimento, mas o seu representante não foi. Por isso, o ente público teve declarada a sua revelia e sofreu a aplicação da pena de confissão quanto à matéria de fato. Isso ocasionou a condenação da […]

    Leia mais →