AM. CONTRIBUINTE PODE RETIRAR O CARTÃO DE INSCRIÇÃO ESTADUAL PELA INTERNET
14 de julho de 2011 08:01

Poder realizar o maior número de operações possíveis pela Internet, sem ter que se dirigir aos Postos de Atendimento ou Agências da Secretaria da Fazenda, é o sonho de todo contribuinte. Pensando nessa comodidade, a SEFAZ-AM já implementou uma série de sistemas que permitem ao contribuinte amazonense fazer registros e consultas sem sair de casa.

Um dos mais esperados é o sistema de Cadastro Eletrônico do Contribuinte do ICMS do Estado do Amazonas (CAD-e), cujo primeiro módulo foi homologado pelo Comitê de Homologação de Projetos e Informações Estratégicas (CHPIE/SER) no início de julho.

O CAD-e é um sistema gratuito via Internet, cujo projeto foi iniciado há dois anos e está sendo desenvolvido em conjunto pelo Departamento de Informações Econômico-Fiscais (DEINF) e o Departamento de Tecnologia da Informação (DETIN).

Segundo o DEINF, os serviços que agora estão à disposição do contribuinte na Internet representavam de 25% a 30% das demandas do setor, que registra cerca de 400 atendimentos/dia presenciais, via web ou telefone.

Com o lançamento deste primeiro módulo do CAD-e, disponível no endereço eletrônico http://sistemas.sefaz.am.gov.br/gcc/menucontribuinte/index.action, o contribuinte já pode emitir o novo modelo do seu cartão de inscrição estadual, com novo layout e informações adicionais. Fiscais da SEFAZ e fornecedores também vão poder consultar a validade do cartão a qualquer momento através do código de verificação.

O cartão de registro de depósito fechado é outro documento que agora poderá ser emitido via internet pelo próprio contribuinte e validado pelos fiscais que fazem vistoria de mercadorias em trânsito. Este é um documento obrigatório para contribuintes do comércio atacadista e das indústrias que armazenam suas mercadorias em depósitos próprios, ou fechados.

Para registrar os seus livros fiscais, o contribuinte também não vai mais precisar trazer à Secretaria da Fazenda uma pilha de livros em papel, como ocorria antes. Agora, ele mesmo pode fazer o registro dos seus livros e imprimir o comprovante de forma rápida e segura, usando apenas a sua inscrição estadual e senha do atendimento on line do portal da SEFAZ.

viaSecretaria do Estado da Fazenda.

Comentários estão fechados

Comente diretamente no seu Facebook

Outras Notícias

  • Tributária



    Brasil proporá tarifa zero entre países do Mercosul, Colômbia, Chile e Peru

    O Brasil vai propor, terça-feira (29), em Caracas, na reunião dos presidentes dos cinco países-membros do Mercado Comum do Sul (Mercosul), a redução a zero das tarifas de importação de produtos entre o bloco e a Colômbia, o Peru e o Chile. Apesar de não pertencerem ao bloco, os três países mantêm acordos de redução de tarifas com os membros do Mercosul. De acordo com o vice-secretário-geral da América do Sul, Central e do Caribe do Ministério das Relações Exteriores, […]

    Leia mais →
  • Adm. Tributária



    Receita Federal institui novos códigos de receita para preenchimento do Darf

    Em razão do disposto no art. 2º da Lei nº 12.996/2014, no qual foram reabertos, até o último dia útil do mês de agosto/2014, o prazo previsto no § 12 do art. 1º e no art. 7º da Lei nº 11.941/2009, bem como o prazo previsto no § 18 do art. 65 da Lei nº 12.249/2010, foi publicada a norma em referência, que instituiu novos códigos de receita, a serem utilizados no preenchimento do campo 04 de Documento de Arrecadação […]

    Leia mais →
  • Adm. Tributária



    Disciplinada a reabertura do prazo para requerimento da moratória e do parcelamento do Proies

    Dentre outras disposições, foi alterada a Portaria Conjunta PGFN/RFB nº 6/2012, que dispõe sobre moratória e parcelamento de dívidas tributárias pelas instituições integrantes do sistema de ensino federal previstos no Programa de Estímulo à Reestruturação e ao Fortalecimento das Instituições de Ensino Superior (Proies) de que trata a Lei nº 12.688/2012, em face da reabertura do prazo para o requerimento autorizado pela Lei nº 12.989/2014. (Portaria Conjunta PGFN/RFB nº 12/2014 – DOU 1 de 25.07.2014) via:: NETIOB ::.

    Leia mais →
  • Corporativa



    IASB conclui a reforma da norma que trata de instrumentos financeiros

    A nova norma entrará em vigor em 1º de janeiro de 2018, com aplicação antecipada permitida O International Accounting Standards Board (IASB), responsável pela emissão das  International Financial Reporting Standards (IFRS) concluiu nesta quinta-feira, 25, a emissão da IFRS 9 – Instrumentos Financeiros. O pacote de melhorias introduzidas pelo IFRS 9 inclui um modelo lógico para a classificação e mensuração e troca do modelo de perda incorrida para o de perda esperada. A nova norma entrará em vigor em 1º […]

    Leia mais →
  • Artigos



    Fabio Bassetto: Fracionar doação é caminho para isenção de ITCMD

    Fábio Bassetto É comum a ocorrência de problemas e equívocos quanto à interpretação das hipóteses de isenção Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCMD), sobretudo nos casos de doação de bens levadas a efeito por intermédio de escrituras públicas lavradas nos competentes cartórios extrajudiciais. O Decreto 46.655/2002, que legisla acerca do ITCMD e aprova o Regulamento da matéria de que trata a Lei 10.705/2000, alterada posteriormente pela Lei 10.992/2001, determina que as doações limitadas em até 2,5 mil Ufesp’s […]

    Leia mais →
  • Tributária



    Novidades para adesão ao REFIS da COPA e outros Temas jurídicos e tributários foram destaques na Câmara do Japão

    Temas jurídicos e tributários foram destaques na reunião de comitê Encontro mensal da Comissão Jurídica, realizado na tarde do dia 24 de julho, na sede social, abordou os seguintes assuntos: “Gestão de Pleitos em Contratos de Construção”, apresentada pela advogada Alessandra M. Kurihara Passos, consultora de Pinheiro Neto Advogados; “Novo controle de produção e estoques (Modelo P3) e suas implicações legais e operacionais nas organizações”, explanado pelo gerente de Tributos Indiretos de PwC Brasil, Marco Aurélio Ramos de Carvalho Jr.; […]

    Leia mais →
  • Trab. Previdência



    É doméstico o empregado que trabalha para pessoa física que não explora atividade lucrativa

    Piloto de avião, médico, professor, enfermeiro, vigia, entre outros profissionais, também podem ser considerados empregados domésticos. Tudo vai depender de quem os contrata. Se for uma pessoa física que não explora atividade lucrativa, o vínculo será necessariamente doméstico. O que importa para a definição do empregado doméstico é a qualificação do empregador. Partindo desse pressuposto, a 9ª Turma do TRT-MG decidiu modificar a decisão de 1º Grau para declarar a natureza doméstica do vínculo existente entre as partes. Conforme apurou […]

    Leia mais →
  • Tributária



    TRF3 condena União a pagar honorários por ajuizar ação cobrando débitos inexigíveis.

    Empresa errou no preenchimento da guia Darf, mas pediu retificação antes da inscrição em dívida ativa A Quarta Turma do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) manteve, por unanimidade, a condenação da União Federal ao pagamento de honorários advocatícios por cobrar débitos inexigíveis de um escritório de advocacia. O escritório havia errado no preenchimento da guia DARF, pagando valor superior ao devido. Porém, apresentou pedido de retificação da guia pela via administrativa, antes da inscrição em dívida ativa. A […]

    Leia mais →
  • Tributária



    Receita Estadual gaúcha disponibiliza alerta de divergências

    A Secretaria da Fazenda informa que está disponibilizando um alerta sobre divergências entre as informações prestadas na Escrituração Fiscal Digital (EFD) e na Guia de Informações e Apurações (GIA). O conteúdo pode ser consultado no Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (e-CAC), da Receita Estadual. Com isso, o contribuinte ganha mais um serviço de segurança e prevenção. Ao preencher formulários/guias no site, será aberta automaticamente, na tela do computador, uma aba de alertas contendo as divergências. A Receita Estadual ressalta […]

    Leia mais →
  • Trab. Previdência



    4ª Turma: lesões corporais autorizam cumulação de danos moral e estético

    A 4ª Turma do TRT da 2ª Região rejeitou o recurso ordinário da Tamborjet Embalagens Ltda., que buscava reverter a condenação ao pagamento de indenização por danos moral e estético. Paralelamente, deu provimento ao recurso do trabalhador para aumentar o valor da indenização. O trabalhador, no desempenho das suas atividades, manuseava produtos inflamáveis e acabou por sofrer acidente de trabalho. O infortúnio lhe causou queimaduras e cicatrizes no abdômen e membros superiores. Ao julgar o processo, o juízo da 1ª […]

    Leia mais →